Usuários on-line

Nós temos 142 visitantes online

Visitas

mod_vvisit_counterHoje475
mod_vvisit_counterOntem3642
mod_vvisit_counterNesta Semana7344
mod_vvisit_counterNeste Mês114656
mod_vvisit_counterTodas8383490

Nós temos: 103 visitantes, 2 bots online
Hoje: 26 de Mar 2019
EVANGELHO DE 26 DE MARÇO
Ter, 26 de Março de 2019 02:36

 – Naquele tempo, 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” 22Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o reino dos céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão e, prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo! E eu te pagarei tudo’. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! E eu te pagarei’. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?’ 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”. – Palavra da salvação.

 
 
O SANTO PADRE NA AFRICA
Ter, 26 de Março de 2019 03:08

(Acidigital)O segundo dia da viagem, domingo, 31 de março, começará às 9h30 com uma visita do Papa ao "Centro Rural de Serviços Sociais" de Témara.Uma hora depois, irá para a Catedral de Rabat, onde terá um encontro com sacerdotes, religiosos, consagrados e com o Conselho Ecumênico das Igrejas (World Council of Churches, WCC), onde pronunciará op, preeenchendoutro discurso e presidirá a oração do Ângelus.- E outras cerimônias e visitas com aquela disposição apostólica do Papa Fancisco.

 
26 DE MARÇO – PRIMEIRO, A MAJESTADE DIVINA
Ter, 26 de Março de 2019 02:54

A cena seguinte passou-se entre São Lúdgero e o imperador Carlos Magno. O santo estava rezando seu Breviário, quando Carlos Magno anunciou que queria falar com ele. Assim respondeu Ludgero: Agora estou conversando com a Majestade divina. Logo atenderei o que a Majestade terrena deseja.Carlos Magno gostou da franqueza do santo. Aliás eram bons amigos e se entendiam bem. Ludgero (741-809) era holandês. Grande missionário na Frigia e na Saxônia. Com métodos de persuasão evangélica, conquistou mais do que com a violência.Foi acusado de dilapidar os bens da Igreja com suas esmolas. Explicou aos seus acusadores que socorrer os pobres não é dilapidar os bens da Igreja, mas distribui-los aos seus legítimos donos que são os pobres.

Outros santos: Bráulio, bispo de Saragoça.

 
8 - O AMOR ACABOU, MAMÃE?
Ter, 26 de Março de 2019 02:48

Dona Clarinda está costurando. As crianças brincam no quintal. Silêncio dentro da casa. Só se escuta o taralhar da máquina de costura naquela tarde parada. Pronto! Mais uma blusinha. Faz parte do enxoval do nenê que ela está esperando. Mas o semblante de Clarinda traduz tristeza, desânimo, preocupação. Tem quatro filhos. E agora mais um... Nesse tempo de carestia... Marido trabalhando fora. Quase desempregado...Súbito, no silêncio da tarde e da sala, ela escuta nitidamente uma vozinha que sai tímida e chorosa do seu ventre:- Mamãe, para mim não sobrou nem um pouco de amor?-Dois meses depois nascia o Julinho, acolhido com amor por todos da família. A reserva de amor ainda era grande.

> PALAVRA DE DEUS: - Ana, casada com Élcana, pediu insistentemente a Deus que lhe desse um filho. Fez até um voto. Se fosse atendida, entregá-lo-ia ao Senhor por toda a vida. Deus a escutou. Veio um menino que se chamou Samuel (1Sm 1,9-11)

ORAÇÃO – Senhor, obrigado pelos filhos que nos deste. Abençoa-os como um dia abençoaste as criancinhas. Amém!

 
DISCÍPULA DE S. JERÔNIMO
Sex, 22 de Março de 2019 04:32

Leia (séc. IV) Foi aluna de São Jerônimo, como Marcela e Melânia. Mereceu elogios rasgados do santo exegeta: “Quem louvará suficientemente a bem-aventurada Leia?Ficando viúva, tornou-se monja. Pertenceu a uma comunidade, onde se estudavam as Escrituras, rezava-se em comum e se vivia em castidade e pobreza. Seria difícil, escreve São Jerônimo, ver nela a aristocrata de outrora, agora que trocou as roupas finas por um saco grosseiro, e come com os pobres. Seu estilo é agir calada. Ensinar com fatos. Viveu tão escondida que ficaria desconhecida até hoje se Sao Jerônimo não tivesse escrito sua biografia.

 

Outros artigos

Animação

http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/233996o_sorriso.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/950871smpre_no_cora____o.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/382426pelagio.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/343594test1.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/384004test.png