Usuários on-line

Nós temos 42 visitantes online

Visitas

mod_vvisit_counterHoje182
mod_vvisit_counterOntem3013
mod_vvisit_counterNesta Semana8927
mod_vvisit_counterNeste Mês49196
mod_vvisit_counterTodas6936603

Nós temos: 38 visitantes online
Hoje: 24 de Jan 2018
466 - OS ERRADOS SÃO OS OUTROS
Ter, 23 de Janeiro de 2018 15:05

Aquele rapaz era de trato difícil mesmo. Perturbava todo mundo, criava problemas com todos. Mas sempre tinha razão, por mais evidente que não tivesse. Os culpados eram sempre os outros.Houve um encontro de jovens naquela comunidade. Diversas pessoas, inclusive os pais, aconselharam-no a inscrever-se também. Talvez esse retiro o ajudasse a mudar o jeito de tratar os outros. Ele respondeu que não precisava de retiro nem de conversão. Quem estava precisando disso eram os outros.Após muita insistência e muita bajulação, acabou indo. Falou-se muito da boa convivência, da tolerância mútua, etc. O clima na sua comunidade ficou menos carregado. Alguém perguntou ao rapaz de trato difícil: - Que tal agora? Você ficou mais manso?

- Eles é que aprenderam a me tratar melhor. - Talvez num segundo retiro, ele acabaria se convencendo que o errado era ele mesmo.

Ouvindo a Palavra: Por que observar o cisco que está no olho do seu irmão, se você não enxerga nem a trave que está no seu olho? Como tem coragem de dizer ao irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, sendo que você tem uma trave no seu? Hipócrita! Tire primeiro a trave do seu olho e então enxergará o suficiente para tirar o cisco do olho do seu irmão (Mt 7,3-5).

 
EVANGELHO DE 24 DE JANEIRO
Ter, 23 de Janeiro de 2018 14:54

 alt (Mc 4,1-20): Outra vez, à beira-mar, Jesus começou a ensinar, e uma grande multidão se ajuntou ao seu redor. Por isso, entrou num barco e sentou-se, enquanto toda a multidão ficava em terra, à beira-mar. Ele se pôs a ensinar-lhes muitas coisas em parábolas. No seu ensinamento, dizia-lhes: «Escutai! O semeador saiu a semear. Ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e os passarinhos vieram e comeram. Outra parte caiu em terreno cheio de pedras, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, mas quando o sol saiu, a semente se queimou e secou, porque não tinha raízes. Outra parte caiu no meio dos espinhos; estes cresceram e a sufocaram, e por isso não deu fruto. E outras sementes caíram em terra boa; brotaram, cresceram e deram frutos: trinta, sessenta e até cem por um. E acrescentou: «Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!». 

Quando ficaram a sós, os que estavam com ele junto com os Doze faziam perguntas sobre as parábolas. Ele dizia-lhes: «A vós é confiado o mistério do Reino de Deus. Para aqueles que estão fora tudo é apresentado em parábolas, de modo que, por mais que olhem, não enxergam, por mais que escutem, não entendem, e não se convertem, nem são perdoados». 

Jesus então perguntou-lhes: «Não compreendeis esta parábola? Como então, compreendereis todas as outras parábolas? O semeador semeia a palavra. Os da beira do caminho onde é semeada a palavra são os que a ouvem, mas logo vem Satanás e arranca a palavra semeada neles. Os do terreno cheio de pedras são aqueles que, ao ouvirem a palavra, imediatamente a recebem com alegria, mas não têm raízes em si mesmos, são de momento; chegando tribulação ou perseguição por causa da palavra, desistem logo. Outros ainda são os que foram semeados entre os espinhos: são os que ouvem a palavra, mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e os outros desejos, a palavra é sufocada e fica sem fruto. E os que foram semeados em terra boa são os que ouvem a palavra e a acolhem, e produzem frutos: trinta, sessenta e cem por um».

 
24 DE JANEIRO – MODELO DE MANSIDÃO
Ter, 23 de Janeiro de 2018 14:46

 altFrancisco de Sales (1567-1622) é “o santo da mansidão” e da paciência. É dele esta frase: “Pegam-se mais moscas com uma gota de mel do que com um barril de vinagre”. Consta, porém, que era de temperamento colérico. Somente à custa de muito esforço conseguiu amansar seu gênio impulsivo. Certa ocasião, ao ser insultado por um sujeito “grosso”, ele se manteve calmo. Quem viu a cena, estranhou e perguntou por que não reagiu ao insulto. Respondeu Francisco: “Você quer que eu perca num segundo aquele pouco de calma que eu adquiri em vinte anos de luta?” Era também de um humor muito fino. Certo dia uma senhora chegou a ele com uma dúvida muito séria: P. Francisco, hoje de manhã eu olhei no espelho, e me achei bonita. Será que eu pequei? - “Não foi pecado, não! Foi um simples engano” - gracejou o santo.

Foi bispo zeloso, missionário intrépido e escritor fecundo. Suas principais obras são: Introdução à vida devota (Filotéia) e Tratado do amor de Deus. Com Santa Joana Francisca de Chantal fundou a Congregação das Religiosas da Visitação.

 
PEDIDOS DE ORAÇÃO - JANEIR0
Sex, 14 de Julho de 2017 04:11

- Maria Filomena Perdigão, Luise M.g. Garioli e por todos que pedem nossa oração:> Divino Pai Eterno, sabeis de cor o que cada um está pedindo ou agradecendo. Atendei a todos, pelo sangue do vosso Filho e pelas súplicas de Maria. - Coração misericordioso de Jesus, tende compaixão de nós! - Maria Santíssima, ide na frente desatando nós e abrindo caminhos! - Deus abençoe a todos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém! Tenham todos um 2018 muito abençoado.

Pedindo a beatificação do ven. P. Pelágio:Deus e Pai de bondade! Escolheste o venerável pe. Pelágio para ser missionário do teu filho na dedicação total aos pobres e enfermos. Enriqueceste-o com os dons do teu Espírito para abençoar, curar e confortar. Por isso pedimos sua beatificação. Agradecidos, queremos também ajudar a construir um mundo de paz onde os pobres são assistidos, os doentes socorridos e os bens partilhados.

 

Outros artigos