1263 - O ENTERRO DA DONA IGREJA
Dom, 20 de Março de 2016 18:05
  • Ao assumir certa paróquia, o novo pároco pensou que estava entrando num cemitério. Era aquele marasmo espiritual. Nas missas vinha tanta gente, que caberia na palma da mão. Como remediar esta situação? Vejamos: Na missa vespertina do sábado ele comunicou às três ou quatro pessoas que estavam na igreja: - Meus irmãos, acaba de morrer uma mulher nesta cidade, chamada “dona igreja”. Convidem todos os paroquianos para vir à missa de corpo presente, amanhã, domingo, na missa das 9 horas.
  • Foi aquele fru-fru na cidade. Quem seria a mulher com esse nome? O jeito era ir à igreja para saber.Todos acorreram curiosamente. No corredor central, estava o caixão mortuário, fechado. Terminada a missa o padre vigário mandou abrir o caixão e  fazer fila para todos se despedirem de dona igreja. Muito silêncio. Muita expectativa. Cada um que passava diante do caixão aberto, levava um susto e voltava todo compenetrado para o seu lugar.
  • O que havia dentro do caixão? Simplesmente um grande espelho no qual cada um via-se a si mesmo. O padre explicou o significado do caixão e do espelho: A igreja somos nós. Sem membros atuantes não existe igreja, nem comunidade. Morreu e foi sepultada pelo nosso egoísmo e individualismo.
  • Depois pegando o grande espelho, mostrou para a assembléia. Vejam quanta gente reunida. Assim deve ser a nossa comunidade,
  • A lição valeu.  A comunidade se transformou.
 

Outros artigos

Animação

http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/233996o_sorriso.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/950871smpre_no_cora____o.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/382426pelagio.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/343594test1.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/384004test.png