1291 - A HISTÓRIA DO DESTERRADO
Sex, 19 de Agosto de 2016 16:08

Em tempos que lá se foram, um rapaz foi desterrado de sua cidade e só cinseguiu retornar depois de trinta anos, ou mais. Os padecimentos haviam-no encanecido, e o haviam tornado irreconhecível. À entrada do lugar, topou com alguns companheiros daquele tempo e estendeu a mão para saudá-los. Mas eles não retribuiram o cumprimento, pois não o reconheceram. O desterrado foi adiante e avistou um irmão seu, com quem havia morado até quando foi exilado. Chamou-o, mas ele não o reconheceu e o fitou com desprezo.Pobre desterrado! Por onde passava, ouvia caçoadas da garotada. e sempre mantido sob o olho da polícia. Dando mais uns passos, viu sua irmã na sacada de uma janela. Gritou alegremente para ela: “Minha irmã!” Mas também ela o não reconheceu, e se retirou para dentro da casa. 

Finalmente, desanimado e humilhado, chegou até os arrabaldes da cidade e tentou bater palmas diante de uma casa carcomida pelo tempo: "Entre em nome de Deus" foi a resposta. Quem era? Uma velhinha vestida de luto, sentada perto da porta e com o terço na mão. Aproximou-se dela. A mulher fitou o forasteiro, reconheceu-o logo e o abraçou enternecidamente:- "Oh! meu filho!"...Mãe e filho se apertaram num longo abraço.

Lição: Assim faz a mãe. É o que faz Maria com os pecadores. Quem tem muitos pecados e teme pela sua salvação, lembre-se desta cena comovente. (G. Mortarino - "A Palavra de Deus em exemplos").

 

Outros artigos

Animação

http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/233996o_sorriso.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/950871smpre_no_cora____o.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/382426pelagio.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/343594test1.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/384004test.png