68. AMAVA TANTO O MARIDO QUE...
Ter, 07 de Fevereiro de 2017 16:01

O marido vivia nos botecos. Além de voltar embriagado para casa,quebrava tudo o que encontrava pela frente. A esposa agüentava todos os desaforos como verdadeira heroína.Uma noite ele passou do limite, na quantia e na qualidade. Entrou batendo na mulher e nos filhos que, amedrontados, se esconderam atrás da mãe ou até debaixo da cama.E dizia aos gritos: “Vá embora, mulher! E carregue tudo o que você quiser”. Depois caiu pesadamente no chão. Quando acordou no dia seguinte, olhou ao redor e estranhou o ambiente. O quarto era outro, e a cama também. Gritou para a esposa:- Onde estou, mulher?//- Está na casa da minha mãe.Ante a admiração dele, ela explicou:/ Você não disse ontem que eu fosse embora e carregasse tudo o que eu quisesse? Pois carreguei você com os filhos para cá

Espera-s que ele tenha criado vergonha. Palavra de Deus: Carregai o fardo uns dos outros, e assim cumprireis a Lei de Cristo (Gl 6,2).

 

Outros artigos

Animação

http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/233996o_sorriso.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/950871smpre_no_cora____o.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/382426pelagio.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/343594test1.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/384004test.png