132 - CONTRADIÇÕES
Sáb, 15 de Abril de 2017 11:30

Poucos ano atrás, numa pequena cidade italiana, Alfredinho de seis anos caiu num poço de sessenta metros de profundidade. Durante quatro dias a Itália inteira acompanhou pela TV os esforços dos bombeiros. Os pais, por meio de um megafone, falavam com o filho que respondia aos gritos:- Mãe, estou com frio... Tenho sede... Estou com fome... Não quero morrer...Muitos que, quinze dias antes haviam votado a favor do aborto, com lagrimas nos olhos torciam para que o menino saísse vivo do fundo do poço, o que aconteceu, graças  ao bom Deus.

Comovevo-nos diante de uma criança em perigo de vida, o que é justo, elogiável e natural. Mas permanecemo-nos e insensíveis diante de milhões de pequeninos seres que morrem criminosamente no seio da mãe.

ORAÇÃO: Senhor, conheces melhor do que nós as contradições do mundo pecador:

- Gastam-se milhões para fazer um bebê de proveta, enquanto outros morrem criminosamente no seio da mãe.

- Gastam-se fortunas para fabricar uma arma de guerra e uma ninharia para promover a paz...

- Numa votação relâmpago aumenta-se cem por cento o salário dos marajás, e em sessões intermináveis, consegue-se alguns centavos a mais no salário dos operários.//Senhor, apressa a vinda do teu Reino de justiça sobre a terra.

 

Outros artigos