134 - BENFEITOR ANÔNIMO
Seg, 17 de Abril de 2017 21:50

Foi numa cidade européia. Um turista americano pegou o coletivo para conhecer algum recanto da cidade e conhecer melhor o povo. Ao pôr a mão no bolso a fim de pagar a passagem, constatou pesaroso que esquecera a carteira no hotel. Tentou com gestos explicar a sua situação, pois não conhecia o idioma do país. O cobrador, porém, não aceitou nenhuma explicação.Um passageiro notou o embaraço do estrangeiro e pagou o bilhete para ele. O turista desconhecido agradeceu e pediu seu endereço. Alguns meses depois, nas proximidades do Natal, o benfeitor anônimo recebeu um cartão do americano. E assim, durante vários anos, ele sempre se lembrava de quem o livrara daquele vexame no ônibus.

Houve um Natal em que o cartão não veio. Semanas ou meses depois, chegou uma carta assinada por outra pessoa. Nessa carta vinham duas noticias: uma triste e outra alegre. O amigo falecera, deixando para ele como herança toda a fortuna fabulosa de industrial que tinha sido.

> Palavra de Deus: O Pai, que vê a ação oculta, te dará a recompensa (Mt 6,4).

ORAÇÃO:  Abençoa, Senhor, todos que entram em nossa casa.  Que eles tragam a paz e  levem amizade.

 

Outros artigos