136 - JOÃO CONTENTE
Qua, 19 de Abril de 2017 03:47

Era uma vez um rapaz muito alegre e muito ingênuo. Por isso era chamado João Contente. Após trabalhar sete anos para um patrão, sentiu saudades da mãe e pediu as contas. Ganhou um bloco de ouro do tamanho da sua cabeça e partiu cantarolando para sua casa. Topou com muita gente no caminho. O primeiro foi um cavaleiro. Sentiu-se cansado e propôs trocar o bloco de ouro pelo cavalo.Mais na frente viu um homem tocando uma vaca de bezerrinho novo. Deu vontade de beber leite e trocou o cavalo pela vaquinha.Depois viu um roceiro que levava um porquinho para vender na feira e barganhou a vaca pelo porquinho. Mas o porquinho não lhe dava sossego, e trocou-o por um frango.Em cada troca saía perdendo, quase sempre logrado pelos espertos. Finalmente encontrou um moleiro carregando uma pedra de moinho. Gostou da pedra e deu o frango em troca.Passando por um ribeirão, sentiu sede e aproximou-se da margem para beber água. Ao abaixar-se, a pedra caiu na água. João deu três pulos de alegria:- Graças a Deus, sem culpa minha fiquei livre desse peso.Chegou à sua casa de mãos vazias, abraçou a mãe e sentiu-se o homem mais feliz do mundo.

> Palavra de Deus: Não junteis para vós riquezas na terra onde a traça e a ferrugem os consomem... (Mt 6,19).

ORAÇÃO: Senhor e Pai, amparo dos que em ti confiam, redobra de amor para conosco a fim de que, conduzidos pela tua mão, usemos de tal modo as coisas que passam, para podermos abraçar as que não passam. Amém. (Liturgia eucarística)

 

Outros artigos