135 - INFIDELIDADE E PERDÃO
Sex, 21 de Abril de 2017 16:05

Alberto e Margaret estavam com o casamento marcado. Uma prima do noivo, roída pelo ciúme, concebeu um plano diabólico: Convidou-o para saírem juntos e o seduziu. Depois armou uma trama de fofocas para que a sujeira do noivo chegasse até os ouvidos da noiva. De cochicho em cochicho, o caso chegou ao conhecimento dela, justamente no dia do casamento. Daí para frente não teve um minuto de felicidade. Perdeu a confiança no marido.Viveu dez anos ao lado dele, num abatimento e frustração sempre crescentes. Por fim precisou ser internada num hospital psiquiátrico, pois estava com as faculdades mentais seriamente abaladas.Alberto, a esta alturas, sofreu uma queda, fraturou a espinha e foi internado também. A paralisia foi tomando conta de todos os membros. Sabia que estava desenganado. Se ao menos pudesse ver sua esposa e pedir-lhe perdão. Foram buscá-la. Veio acompanhada pelo seu psiquiatra. A principio não conheceu o marido. Após varias tentativas, auxiliada pelo médico e pela Irmã enfermeira, foi voltando a si. Como que saindo de um longo pesadelo, perguntou:- Alberto! O que foi? //- Perdão, Margaret. Eu a fiz sofrer muito.//- O que passou, passou. Deus permitiu que nos encontrássemos ainda.Pouco depois ele morria confortado pelo perdão. E ela, chorosa, recuperava a lucidez.

> Palavra de Deus: ... se perdoardes... também vosso Pai celeste vos perdoará...(Mt 6,14-15).

ORAÇÃO: Senhor, dá-nos a graça de não entristecer ninguém hoje...- Que nunca sejamos causa de escândalo e sofrimento para os outros.- Que ninguém chore por nossa causa. Amém.

 

Outros artigos