138 - OS DOIS CAMINHOS
Sáb, 22 de Abril de 2017 04:31

Aqueles dois amigos não eram ricos, mas lutavam com a vida e partilhavam êxitos e fracassos, tristezas e alegrias. Um deles teve a sorte de casar-se com uma jovem de família rica. Precisou mudar totalmente seus hábitos. Prosperou com a ajuda dos familiares da esposa, fez carreira e projetou-se na sociedade.O outro, sentindo-se chamado por Deus, entrou num convento de religiosos e tornou-se frade capuchinho. Era feliz vivendo no despojamento e na doação aos irmãos.

  1. Anos mais tarde os dois amigos de outrora encontraram-se casualmente numa concentração religiosa, em plena praça. Após os cumprimentos e desabafos do reencontro, vieram as perguntas esperadas:
  2. - O que você está fazendo agora? Quanto ganha? Casou-se bem?
  3. - Pois é, disse o amigo rico, casei-me muito bem., ocupo um cargo importante, ganho tanto que sobra para gozar a vida. E você?
  4. - Entrei no convento. Tornei-me religioso e missionário.
  5. - Estou percebendo. Que errada você deu, meu chapa.
  6. - Se eu errei, o prejuízo será por pouco tempo. Se você errou, meu amigo, a perda será irreparável.

> Palavra de Deus: Entrai pela porta estreita, porque a porta larga leva para perdição (Mt 7,13-14).

 

Outros artigos