141 - A ÚLTIMA ALEGRIA DA ESPOSA
Ter, 25 de Abril de 2017 17:05

Quando o navio Andréa Dória naufragou (1956), um casal precisou abandonar um pequeno cofre contendo anéis e jóias para salvar ao menos a vida. Tudo ficou sepultado no fundo do mar.Cerca de nove anos depois, a esposa caiu doente, vítima do câncer. Querendo dar-lhe uma alegria, o marido procurou quem pudesse retirar do mar aquelas jóias, de grande estima para ela.Ela os guardava com amor por terem sido os primeiros presentes que ganhou do marido. O valor comercial era pouco, mas incalculável o valor afetivo.Dois mergulhadores se ofereceram para realizar a tarefa. Após árduos esforços conseguiram recuperá-las. Realmente, não valiam mais que mil dólares. Não pagavam o risco de duas vidas. Mas valeu a alegria que deram ao casal. Enquanto abria a caixa, completamente enferrujada, disse o marido aos mergulhadores:- Meus amigos, não sei como agradecer. Vocês alegraram os últimos dias da única mulher que amei nesta vida.//E chorou de emoção. Também os mergulhadores.

> PALAVRA DE DEUS::O reino dos céus é como um tesouro escondido no campo... (Mt 13,44).

ORAÇÃO: Senhor, faze crescer em nossas famílias o amor que une, que torna suportável o sofrimento, que torna aceitável a própria morte.

 

Outros artigos