GRANDEZA DE ALMA
Qui, 18 de Maio de 2017 22:21

Seu Geraldo, pai de seis filhos, precisou fazer pesado empréstimo a fim de pagar algumas dívidas. Os juros eram escorchantes, pois caíra sem saber nas garras de um frio agiota. Com enormes sacrifícios conseguiu pagar o empréstimo e os juros. Na sua simplicidade não exigiu os recibos.Os anos se passaram. Adoeceu e ficou cego. Certo dia foi procurado pelo agiota de anos atrás. Vinha cobrar aquele empréstimo, ameaçando ainda de penhorar seus bens. Sem os recibos, sem meios e sem amigos que o ajudassem, o pobre Geraldo teve de pagar pela segunda vez a mesma divida, precisando vender tudo o que tinha. Foi uma execrável extorsão que clamava vingança do céu.Passaram-se mais alguns anos. Geraldo morreu. Um dos filhos formou-se médico. Um dia o mesmo agiota, já velho e asmático, sentiu-se mal e chamou o médico. Quem o atendeu, foi o próprio filho do cego que ele tanto explorou.Nobremente fez tudo para salvar o velho, vitima de ataque cardíaco. Tudo fez para atalhar o mal, mas o caso era irremediável. Morreu pedindo perdão. Morreu perdoado.

  1. Oração da Bíblia: Depois que chegaram ao lugar chamado Calvário, aí o crucificaram; e também aos dois malfeitores, um à direita e outro à esquerda. Jesus dizia: "Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem". (Lc 23,33-34)
  2. ORAÇÃO:Rezemos pelos que sofrem as conseqüências da pobreza, da miséria, da fome, da doença...
  3. Pelos que são vítimas da injustiça, da violência, do terror, da opressão...
  4. Pelos que são explorados em seus bens, em seus negócios, em seu trabalho...
  5. Certos amigos são como a sombra. Eles nos acompanham quando o sol brilha em nossa vida. Mas nos abandonam quando o sol se esconde.
 

Outros artigos