171- O POBRE QUE ALMOÇOU COM O REI
Sáb, 27 de Maio de 2017 11:03

Era uma vez um pobre que queria assentar-se à mesa do rei, ao menos uma vez na vida. Mas, de que jeito? Onde se viu um mendigo almoçar com o rei? Iria tentar, apelando para o lado fraco dos poderosos: a ambição.Vestiu-se da melhor maneira possível, encostou a porta do rancho e dirigiu-se para o palácio. Com muita dificuldade conseguiu falar com o último dos lacaios:

  1. - Eu queria perguntar ao rei quanto vale um bloco de diamante “deste tamanho”.
  2. E fez um gesto largo com os braços, visualizando o tamanho do diamante. O empregado levou o pedido a outro. Este para outro de instancia maior, até chegar aos ouvidos do rei. Era justamente a hora do almoço. O rei mandou o campônio entrar e convidou-o para almoçar primeiro. Depois conversariam calmamente sobre o diamante.
  3. O mendigo fartou-se do bom e do melhor. Terminado o almoço, o rei levou o mendigo para uma sala reservada:
  4. - Agora mostre-me o diamante para poder fazer a avaliação.
  5. - Ah! Senhor rei, ainda não o achei. Por enquanto só quero saber quanto vale um diamante “deste tamanho”. Quando encontrá-lo, ficará mais fácil trazê-lo para o senhor avaliar e até ficar com ele.
  6. O logro foi grande. Mas a lição foi maior. A ambição é cega. Não mede as conseqüências. As pessoas simples são mais sabidas do que a gente pensa.
  7.  
  8. Reflexão: O que o mundo julga estulto, Deus escolheu para confundir os sábios...(1Cor 1,27). / Senhor, livra-nos da exploração dos pequenos e incautos. Que todos cheguem ao conhecimento da verdade que liberta.

 

 

Outros artigos