187 - DOAÇÃO TOTAL PELO IRMÃO DEMENTE
Sáb, 10 de Junho de 2017 11:39

Aurélio, atacado da loucura, irmão de Amália, faleceu com quase 90 anos. Ela cuidou dele durante mais de sessenta anos. Morava sozinha numa casa simples, enquanto ele ficava recluso numa cela à parte, pois era agressivo e imprevisível. Ela mesma contou sua história certa vez: - Meu irmão era um rapaz forte e inteligente. Estudava Farmácia. Tinha 24 anos quando chegou transtornado mentalmente em casa, quebrando tudo. Foi preciso amarrar e prender nosso pobre irmão naquele quartinho. Mamãe, doente de cama, ficou pensando quem cuidaria dele se ela morresse. Eu era quase menina. Teria força para zelar de uma pessoa furiosa? Tive um sonho. Alguém me perguntava se eu aceitava essa cruz. Respondi que sim. Contei para minha mãe. Poucos dias depois ela faleceu, tranqüilizada pela minha resposta. Carrego essa cruz até hoje. Seria mil vezes mais fácil cuidar de uma criança. Embora velho, ele tem força. Foge às vezes. Outras vezes avança na gente. Estendo-lhe de longe a bacia de comida. Tem um apetite voraz. Mas é meu irmão. Duas vezes até: pelo sangue dele e de Cristo. - Crônica escrita quando Aurélio ainda vivia. Faleceu por volta do ano 2000

> Palavra de Deus: Sobre o amor fraterno, não preciso prescrever, pois vocês aprenderam pessoalmente de Deus a se amar mutuamente, e vocês bem o praticam para com todos os irmãos de toda a Macedônia. (1 Ts 4,9)

 

Outros artigos