1 - IRMÃO SIMPLÍCIO, DESAJEITADO
Qua, 14 de Junho de 2017 14:27

Coitado do Irmão Simplício. Santo e serviçal, mas muito desajeitado. Ao servir os confrades no refeitório do mosteiro, derramava café na roupa deles, pisava no pé, quebrava pratos. Os recados que os confrades pediam para levar, saiam torcidos e voltavam retorcidos. E assim por diante.A maior vítima era o Padre Prior. Quanto mais boa vontade o bom Irmão demonstrava, mais a paciência  do Prior se esgotava.

Uma noite, estando já deitado por causa de um resfriado, Simplício achou por bem levar-lhe um chá bem quentinho. Com o bule numa das mãos e a vela na outra, foi atravessando os corredores escuros e silenciosos do mosteiro, até chegar à cela do Prior. Com as mãos ocupadas e desajeitado como sempre, utilizou a ponta da sandália para bater à porta. O Superior acordou assustado e foi abrir. Deu de frente com Frei Simplício que, todo sorridente, lhe disse: Boa noite! Eu trouxe um chá quentinho para curar sua tosse.

  1. E você vem acordar-me para dar um chá? Beba você mesmo e me deixe em paz!
  2. O Irmão, sempre imperturbável, respondeu mansamente:Sim, Senhor Prior! Nesse caso faça o favor de segurar a vela para eu poder beber o chá.

> Palavra de Deus: Ora, o servo do Senhor não deve entrar em brigas, mas saiba acolher a todos; seja capaz de instruir, paciente na provação; (2Tm 2,24)

> > Oração:Senhor! Alguns dizem que a paciência tem limites. Dá-nos uma paciência ilimitada no serviço dos irmãos, principalmente daqueles que nos irritam. Amém.

 

Outros artigos