18 DE JUNHO – PAI E ENFERMEIRO DOS EPIDEMICOS
Santos - O santo do dia

 altAno de 1656. Explode em Roma a peste bubônica que, em quatro meses fez milhares de vítimas. O Papa Alexandre VII, que naqueles dias estava em Castelgandolfo, regressa logo para Roma, dá uma volta, mesmo a pé, pelas ruas e se condói dos vitimados pela peste. Pensa logo no jovem sacerdote Gregorio Barbarigo. Pe. Gregório obedece na hora, sem temer contaminação. Ele se faz de organizador, guia, irmão, enfermeiro, coveiro, padre e pai de todos eles. A epidemia é debelada, o povo agradece, e Pe. Barbarigo parte para outras atividades: bispo e pastor, formador de novos padres.  Ao mesmo tempo "ensina catecismo, prega missão e assiste os moribundos". Morreu no serviço do Senhor, com 72 anos.

Outros santos:Isabel de Schönau nasceu na Alemanha (1129-1165) – Foi monja beneditina. Deixou quatro livros onde narra os espantosos anos de provação pela qual passou: aridez espiritual, fastio, tentações contra a Fé, abandono. No fim da vida teve visões e êxtases, para recompensar sua fidelidade a Cristo.

 

Outros artigos