222 - TEMPO MULTIPLICADO
Qui, 13 de Julho de 2017 03:37

O esposo de dona Júlia andava muito calado ultimamente. Quando ia para o serviço, despedia-se dela com um simples aceno de mão. E quando voltava, a mesma coisa. À hora das refeições mantinha-se taciturno. Por que seria?   Um dia, arrumando sua mesa de trabalho na ausência dele, deu com os olhos num papel de receita medica. Os termos eram mais ou menos estes: “Atendendo ao seu pedido, comunico que não achei solução para o seu caso. O senhor poderá ter ainda uns dois anos de vida. Mas Deus pode mais que a medicina. Confie nele. Saudações...“

  1. Dona Julia ficou esclarecida e ao mesmo tempo estarrecida. Agora sabia o motivo do semblante taciturno do seu marido. Ao voltar tiveram um diálogo sério:- Agora eu sei por que você anda tão preocupado. Você devia ter-me contado tudo para poder ajudá-lo.
  2. - Ajudar em que? Não estou disposto a viver nessa triste expectativa. Vou colocar logo um ponto final em tudo.
  3. - Você não pode jogar fora esses dois anos que lhe restam. São um presente de Deus.
  4. - Que belo presente!
  5. - Ele está dando chance para você realizar seus planos e preparar-se para a última viagem. Não podemos prolongar a vida, mas podemos aprofundá-la. Vamos, nós dois juntos, encher esses dois anos com coisas que valem a pena.
  6. Ele acatou o conselho da esposa. Após sua morte ela podia se confortar com este pensamento: Realmente, foram os anos mais fecundos da nossa vida.

> Palavra de Deus: Chegado em pouco tempo á perfeição, ele completou uma longa carreira (Sb 4,13).

> > Oração:Senhor, tu nos ensinaste no Evangelho que não podemos aumentar um côvado em nossa altura, nem aumentar a duração da nossa vida... Mas podemos viver em profundidade os anos que nos restam. Ensina-nos a aproveitar bem esses anos.

 

Outros artigos