O SANTO E O CASACO
Dom, 13 de Agosto de 2017 18:30
  1. João Vianney, o santo cura d’Ars, havia confessado o povo dia e noite durante uma santa Missão. Foi incansável. Por isso os seus colegas se cotizaram para comprar-lhe um casaco. Certamente agüentaria muito tempo com ele, pois era de bom tecido e ótimo feitio.Num sábado à tarde, quando voltava para sua paróquia, a pé como sempre, topou com um homem quase desnudo e tremendo de frio que caminhava na frente. Não teve outra inspiração:- Pare um pouco, meu irmão.E passou-lhe o belo casaco. Poucos dias depois do acontecido perguntaram se tinha ficado satisfeito com o presente. Respondeu com naturalidade:
  2. - Ah! Sim. Fiz bom uso dele...
  3. - Com esse frio, pudera! Deve ter chegado na hora.
  4. - Exatamente isso. Um pobre homem o tomou emprestado..- Palavra de Deus: Quem tem duas túnicas, dê uma a quem não tem... (Lc 3,10-13). - > Oração:Ensina-me, Senhor, a estender a mão  em vez de cruzar os braços.
 

Outros artigos