261 - AMOR ATÉ O FIM
Sáb, 26 de Agosto de 2017 11:24

Ele se chamava Teodoro. E ela, Nora. Amavam-se com todo o ardor da juventude, e eram felizes. Como não tivessem filhos adotaram uma criança. Uma sombra veio turvar tanta felicidade. A esposa contraiu o mal de Hansen e precisou isolar-se num leprosário. Houve quem aconselhasse o marido a casar-se de novo, pois a esposa podia ser considerada uma sepultada viva. Ele se ofendeu com esta proposta desleal. Como? Justamente quando ela mais precisava dele?

O que fez, foi morar junto com ela, embora sabendo que poderia contrair a doença. Conversou com os diretores do hospital. Ninguém entendeu sua proposta, tida como “idéia maluca”. Após muita luta conseguiu seu intento. Construiu um quartinho dentro da área do hospital para ficar perto dela, e retomou seu oficio de marceneiro. Soube ganhar a simpatia de todos os internados. E a esposa curou-se antes do que se esperava.“Esta é a mais bela historia de amor que conheço” disse um visitante. (Do livro: A dor tem sete véus).

> Palavra de Deus: ... Amou os seus que estavam no mundo, e amou-os até o fim. (Jo 13,1).

 

> > Oração:Senhor, que a família comece e termine sabendo onde vai. Que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor... (P. Zezinho)

 

Outros artigos