305 - OS DOIS NÁUFRAGOS
Seg, 11 de Setembro de 2017 19:36

Dois náufragos, recolhidos num barco salva-vidas, tentavam se ajudar. Um deles estava com o dinheiro, mas não tinha comida nem água. O outro não tinha dinheiro, mas conseguira salvar um pouco de mantimentos e uma garrafa d'água. Em vão aquele suplicava por um pouco de comida e água:

  1. — Eu lhe dou a metade do meu dinheiro em troca de um punhado de arroz e uma caneca d'água. / Mas nada conseguia do companheiro egoísta.
  2. Os dias foram passando, e o homem quase morrendo de fome e sede. Vendo que ia desfalecer, jogou a última cartada: — Darei tudo o que tenho em troca de água, pelo menos.
  3. Apenas terminara de fazer a proposta, apontou no horizonte o mastro de um navio, que vinha na direção dos náufragos. Então o dono das provisões, mais do que depressa, respondeu: — Todo o seu dinheiro, não. Basta a metade. Tome aqui o que está querendo.
  4. Mas teve a seguinte resposta, bem à altura do seu "pão-durismo": — Por que essa mudança tão repentina? Agora que o socorro está chegando? 

> Palavra de Deus:— Todos navegamos no mesmo barco. Por que não nos ajudar mutuamente?...

 

Outros artigos