379 - SE ALGUEM ACHOU...FAVOR ME DEVOLVER
Sex, 08 de Dezembro de 2017 16:58

 Dona Amélia vivia sozinha em seu apartamento, desde que faleceu o marido. Os inquilinos do prédio gostavam dela. Apreciavam sua prestimosidade. Gostavam até da sua maneira um tanto insistente de comentar a falta de honestidade e de consciência, tão comum em nossos dias.Um dia ela perdeu uma nota de dez reais. Só podia ter sido no elevador, quando colocou a sacola pesada no chão para poder apertar o botão do seu andar.Sem muita fé no resultado, afixou um aviso no elevador: "Se alguém encontrou aqui uma nota de dez reais, é favor entregar no apartamento 4". `A tarde alguém bateu à porta: — Dona Amélia, a senhora tem sorte. Fui eu quem achou a nota. Aqui está. A velhinha abraçou comovida o seu Jonas. Mas não quis pegar o dinheiro, dizendo: — Obrigado, sou mesmo uma tola. O senhor Abílio encontrou a nota. Acontece que dona Margarida, daqui do meu lado, também encontrou. A filha do seu Marcelino, do 8º andar, e a empregada do seu Joca do mesmo andar, também acharam. Quer saber de mais uma? Há poucos instantes eu também encontrei a bendita nota no bolso do meu casaco. 

Desse dia em diante, ela mudou sua maneira de comentar e julgar "este mundo perdido".

> Para refletir — O que é juízo temerário? É um mau julgamento que fazemos de alguém, sem haver fundamento.

 

 

Outros artigos