383 - POR QUE VIVERAM FELIZES?
Qua, 13 de Dezembro de 2017 14:04

 Após 72 anos de vida conjugal a esposa faleceu. Um caso raro como este provocou muitos comentários numa reunião de comunidade.Tentamos resumir nos seguintes pontos tudo o que refletiram e disseram. — Ambos souberam desprender-se dos pais e parentes logo após o casamento, sem deixar de os amar como antes. Assim amadureceram na liberdade e na responsabilidade.— Aprenderam a conhecer e a aceitar as diferenças mútuas de gênio e temperamento.— A preocupação por um amor mais espiritual teve preferência sobre o amor carnal.— A tolerância e o perdão foram sempre valorizados.— Os filhos eram esperados e recebidos como dom desejado, e não como carga imposta. Por isso foram educados na co-responsabilidade.— Essa família não se julgava auto-suficiente. Mas estava aberta para o serviço na comunidade.— Quando acontecia haver divergência de opiniões, conversava-se num clima de confiança, mas nunca se trancavam num silêncio rancoroso.— Esse casal também teve defeitos e dificuldades. Não eram anjos. Mas não fugiam da luta.

> Para refletir:— Em que posso contribuir para ter paz na vida familiar? Deus não é Deus da confusão, mas da paz... (1Cr 14,33).

> Oração: Deus de Deus, verdadeiro Deus do Deus verdadeiro, reconhecemos que és a própria bondade.Assiste-nos com tua benevolência. Não permitas que dividamos o dia com o maligno. Que ele jamais nos arranque dos teus braços.Sabemos que és justo. Faze-nos justos também.Sabemos que és nosso Salvador. Salva-nos do mal.Tu és a misericórdia. Concede-nos a misericórdia e o perdão. Amém!

 

Outros artigos