393 - E ASSIM ELAS FIZERAM AS PAZES
Dom, 07 de Janeiro de 2018 17:46

Dona Joana e dona Odete eram muito amigas. Mas acreditaram em conversa de gente fofoqueira que jogou uma contra a outra. Desentenderam-se e não conversavam mais. Aconteceu de um casal muito jovem ir morar perto delas. A esposa, dona Margarida, percebeu logo que as duas não se beijavam. Que fazer para reaproximá-las?Sem demonstrar que conhecia a situação, fez exatamente o papel inverso dos fofoqueiros. Vejamos qual foi seu estratagema. Dona Joana cultivava flores no seu jardim, enquanto Marília gostava de cozinhar. Tentaria reaproximá-las através das boas qualidades que tinham. Um dia, conversando com dona Marília, disse: — Comecei um jardim no meu quintal. Está ficando bonito. Mas sem as orientações de dona Joana, eu não teria conseguido nada. Você precisa ver o belo jardim que ela tem.É clao que Marília não gostou do elogio feito à sua inimiga. Margarida acrescentou: — Nisto você vai concordar comigo: O jardim de Joana é maravilhoso.— Sem dúvida, retrucou a contragosto. Seu jardim é modelo.No dia seguinte a prosa foi com dona Joana, por cima da cerca do quintal, pois eram vizinhas. Disse-lhe dona Margarida: — Seu jardim é um encanto. Ontem Marília me disse a mesma coisa.— É verdade que ela falou isso do meu jardim? Não acredito.— Pode acreditar. E tem mais. Convidou-me para tomar café e provar do bolo que tinha feito. A mulher cozinha bem. Você não acha também?— Sim, respondeu meio hesitante. Temos de ceder para ela essa boa qualidade.

  1. Pouco depois Marília ficou sabendo dos elogios que Joana fizera a respeito de suas artes culinárias. Mais alguns dias se passaram, e as três estavam assentadas à mesma mesa, saboreando o bolo saboroso feito por dona Marília. No meio da mesa não podia faltar o vaso de flores cultivado no jardim de dona Joana.

> Para refletir: — Este deve ser o nosso papel nos desentendimentos: Não jogar mais lenha na fogueira, mas água. Sejamos pacificadores.

 

Outros artigos