12 DE JANEIRO – DE VALENTÃO A SANTO PENITENTE
Qui, 11 de Janeiro de 2018 14:11

 altBernardo, nascido em Corleone, era sapateiro. Certo dia estava numa taberna com os companheiros do copo, quando alguém brincou com ele: “Sapateiro nunca passa de sapateiro. Só presta para cortar couro”. Bernardo avançou em cima do zombador e deu-lhe um empurrão, resmungando: “Vou cortar, é o seu couro, seu imbecil”. O insultador caiu, mas se levantou logo, com uma faca em em riste. Bernardo, mais ágil, deu-lhe vários golpes e tão acertados que o sujeito rolou por terra.Os companheiros aconselharam Bernardo a sumir antes que a coisa ficasse pior. Montou em seu cavalo e desapareceu no meio da noite. Mas o arrependimento tomou conta dele: Puxa! Quase um assassino! Profundamente arrependido, entrou numa igreja, orou, caiu em si. Quando saiu, era outra pessoa. Ingressou na Ordem dos Capuchinhos como Irmão Leigo. Consumido pelas penitências e pelo trabalho durante 35 anos de vida conventual, encontrava seu cantinho de repouso aos pés do sacrário.Morreu com fama de santidade. Durante o velório foi preciso trocar bem umas nove vezes sua túnica porque os devotos tiravam pedacinhos e mais pedacinhos para guardar como relíquia. (P. Willhelm Hünermann)

 

Outros artigos