468 - O GALO QUE FAZIA O SOL NASCER
Qui, 25 de Janeiro de 2018 20:05

 Era uma vez um galo que dizia sempre para as galinhas:— Sou eu quem faz o sol nascer.Realmente era o que acontecia. Ele cocoricava alegremente do alto do poleiro. As galinhas acordavam. Dali há pouco nascia o sol radiante. O galo ficava todo estufado de vaidade e as galinhas orgulhavam-se de ter um galo assim.Mas a liderança do galo foi sofrendo certos abalos. Galos das vizinhanças também demonstravam ter os mesmos poderes. Muitos cantavam mais bonito, despertando ciúme. E se o nosso galo ficasse rouco e doente? E se perdesse a hora? Era disso que as galinhas tinham medo.Foi o que aconteceu. Uma noite o galo dormiu demais e o sol nasceu. Todos os galináceos se apavoraram:— Gente! O sol nasceu sem o galo.Foi uma humilhação para o galo. Também uma lição. Felizmente era mais inteligente que vaidoso. Reunindo as galinhas, disse com ar de humildade:— Queridas galinhas, antes eu cantava para o sol nascer. Era cioso da minha autoridade. Agora canto porque o sol nasceu. Cantemos juntos.

Ouvindo a Palavra: Jesus lhes disse: “Os reis das nações as dominam e os que exercem autoridade sobre elas são chamados benfeitores. Mas entre vocês não deve ser assim; ao contrário, o maior torne-se igual ao menor, e aquele que comanda seja como aquele que serve” (Lc 22,25-26).

 

Outros artigos