474 - DÁ-ME TAMBÉM TEUS PECADOS
Seg, 05 de Fevereiro de 2018 15:14

Após a conversão, Santo Agostinho mergulhou numa paz profunda. Os diálogos com Jesus tornavam-se cada vez mais freqüentes e mais profundos. Certo dia ambos entabularam a seguinte conversa:— Agostinho, o que tens para me dar?— Meus livros... meus escritos, Senhor.— Só isso, meu filho?— Os meus poucos bens, meu dinheiro, que não é muito.— Só isso?-Agostinho começou a ficar inquieto:— Que queres mais, Jesus? Dou-te meu coração, minha vida, meu tudo.— Só isso? Q que mais?— Dá-me também os teus pecados para eu queimar na fornalha do meu coração. -Sim, também os meus pecados.— Agora estou contente e satisfeito, Agostinho.

Oração: Purifica-me com o hissope, e ficarei limpo. Lava-me, e ficarei mais branco que a neve (Sl 50,9).Falando com Deus:Senhor!— Eu te pedi forças para ter sucesso;tu me fizeste fraco para aprender a humildade. Eu te pedi saúde para realizar grandes coisas;recebi a doença para fazer menos e melhor. Eu te pedi riqueza para ser feliz;recebi a pobreza para ter sabedoria.— Eu te pedi poder para ser respeitado;recebi fraqueza para sentir necessidade de ti.— Não ganhei nada do que pedi;mas tive tudo que precisava.Sou o mais prendado de todos. Obrigado, Senhor!

 

Outros artigos