12 DE FEVEREIRO– PRECIPITAÇÃO QUE CUSTOU CARO
Santos - O santo do dia

altA vida de S. Julião é lendária e tragica. Seus pais eram ricos e viviam num castelo. Casou-se muito bem. Certa noite, saiu para caçar. Algumas horas depois chegou visita. Eram seus pais, já idosos. Foram bem acolhidos pela nora que cedeu o seu quarto para repousarem enquanto aguardavam o filho. Ela, por sua vez, os deixou sozinhos e foi cuidar da obrigação doméstica. Julião, um tanto irritado porque não conseguiu nenhuma caça, voltou para casa muito contrariado. Ao entrar no quarto deparou com um casal deitado na sua cama. Estranhou e desconfiou. Devido ao escuro do recinto, não distinguiu quem estava deitado. Não sabia que seus pais  haviam chegado inesperadamente, e muito cansados foram deitar-se na cama do casal. Não pensou duas vezes e, precipitadamente atirou nos dois.Logo depois a esposa chegou. Imaginemos o remorso que sentiu pela sua precipitação. Fez penitência e caridade pelo resto da vida. Passou muitos anos ajudando os leprosos na travessia de um rio. Construiu sozinho uma estrada para chegar até ele. Consertou um velho barco e ergueu uma grande cabana, onde recolhia todos os necessitados. Ficou conhecido por "Julião Hospitaleiro".Até que uma noite, depois de ver um leproso morrer nos seus braços, Julião sentiu sua alma inundada por uma alegria infinita e morreu.

 

Outros artigos