514. DESENTERRANDO PROCESSOS
Sex, 02 de Março de 2018 18:43

O Papa Sisto V (1521-1590) foi muito rigoroso durante seu governo. Muitos processos arquivados pelos seus antecessores foram desenterrados. E os culpados, severa-mente punidos. Mesmo assim, o povo arriscava uma crítica.E aqui vem uma cena, em que o próprio São Pedro foi envolvido. Havia numa das praças de Roma uma estátua dedicada a Pasquino, a qual o povo escolheu para ali montar um jornal mural. Nas suas costas eram colados cartazes ou figuras com dizeres satíricos sobre fatos e pessoas. Nem as autoridades eram poupadas.Chegou a vez do Papa, com sua severidade e seu rigor, às vezes excessivo. Alguém afixou na estátua um desenho representando São Pedro quando fugia de Roma. Em baixo da "charge" a seguinte legenda:— Pedro, por que tanta pressa? Para onde vai indo? — Vou embora daqui. Tenho medo que o Papa levante um processo contra mim, porque cortei a orelha de Malco quando Jesus foi preso.Sisto V ficou sabendo desta "charge". Certamente achou graça. Desse dia em diante abrandou seu rigor.  — Governou a Igreja no período difícil da chamada reforma protestante. Foi enérgico, mas justo.

 

 

Outros artigos