630 - A ESTRELA DA FELICIDADE
Ter, 10 de Abril de 2018 20:03

Os antigos diziam: A estrela cadente que passa veloz, deixando um risco de fogo no céu, é portadora de felicidade. Quem, naquele rápido espaço de tempo fizer um pedido, será atendido.Uma jovem sonhadora, ao ver o risco luminoso no escuro do firmamento, gritou com toda a força: “Dá-me a felicidade”. A resposta veio rápida pela voz do anjo escondido na estrela:— Saia bem de manhã, caminhando pelos campos, e você encontrará a felicidade.

Assim fez. Levantou-se de madrugada e saiu ansiosa. Andou por entre campinas e vales, plantações e pastagens, bosques e arvoredos, mas nada encontrou. Foi ilusão? Foi mal-entendido? Sim! Foi um mal-entendido. A felicidade estava escondida nos caminhos solitários dos campos... No ar puro da manhã... No cantar dos pássaros saudando o alvorecer...Na beleza do arrebol... No perfume das flores... No mugir do gado recolhido nos currais para a ordenha...A jovem se encontrara com a felicidade em cada flor, em cada murmúrio do regato e no chilrear dos passarinhos, mas não a reconheceu.

 

 

Outros artigos