15 DE ABRIL: APOSTOLO E PAI DOS LEPROSOS
Santos - O santo do dia

 José de Veuster-Wouters (1840-1889) nasceu  na Bélgica. Ingressou na Congregação dos Padres dos Sagrados Corações, passando a chamar-se Damião. Ofereceu-se para servir os leprosos na ilha de Molokai (Hawai) no lugar do seu irmão padre que ficicou doente. Aquelas centenas de enfermos eram carentes de todo o tipo de assistência. O primeiro passo foi restaurar o cemitério. Nos primeiros oito meses após sua chegada sepultou 183 pessoas. Tantos eram os enterros, quantos os novos doentes que o governo mandava.

Padre Damião era o padre e o médico: lavava as chagas dos pacientes, providenciava remédios e fomentava neles o senso de dignidade, fazendo-os trabalhar onde e como podiam. Às vezes fumava cachimbo para se defender do insuportável odor daqueles corpos carcomidos pela lepra, pois chegava a desmaiar na igreja. Construiu uma igrejinha de alvenaria, um pequeno hospital. Dois aquedutos completavam a estrutura sanitária indispensável. O mais importante era sua presença, que trouxe nova esperança para aqueles “prisioneiros perpétuos da ilha maldita”.Numa noite, ao colocar o pé na bacia com água fervendo, percebeu que tinha contraído também a lepra, pois não sentiu nada. A doença tomou conta do seu corpo, vindo a falecer dia 15 de abril de 1889. Foi canonizado em 2009.

 

Outros artigos