667 - OS DOIS RATINHOS
Sáb, 26 de Maio de 2018 03:41

Era uma vez dois ratinhos que gostavam de “xeretear” na despensa de dona Margarida, pobre fazendeira viúva. Ela costumava ajuntar a nata do leite de suas vaquinhas num pequeno caldeirão. Quando tivesse uma boa quantia, batia no sistema antigo para fazer manteiga.Um dia os dois buliçosos inventaram de entrar no caldeirão a fim de aprontar das suas. Não calcularam, porem, a fundura da vasilha e se afundaram.Um deles achou que não tinha mais remédio e se entregou morrendo afogado. O outro pensou “eu morro mas não me entrego”. Começou a se bater e se debater, no esforço de vir à tona do balde. De tanto se debater, a nata foi endurecendo e virou manteiga. Vendo-se na superfície da manteiga, pulou fora, deixando-nos três lições:- A vitória é dos corajosos.- Deixou pronta a manteiga para dona Margarida.- Nunca desistir da luta.

Palavra de vida: Com vossa perseverança é que salvareis vossas almas (Lc 21,19).

 

Outros artigos