684 - A ESPADA DE DÂMOCLES
Qua, 13 de Junho de 2018 02:39

Era uma vez um rei de nome Dionísio. Morava na Sicília e possuía grandes riquezas. Era invejado por muitos. “Este homem deve ser o mais feliz do mundo, pois tem tanto dinheiro” pensava um pobre sitiante de nome Dâmocles. Ah! Se eu tivesse ao menos a décima parte do que ele tem.O rei ficou sabendo do seu desejo e propôs que ficasse no seu lugar um dia apenas.Aceitou. Vestiram-no com as melhores roupas e levaram-no para a sala de jantar. Puseram à mesa as iguarias mais finas que se podia imaginar. Mas, ao levantar a vista para o teto quando levava a taça de vinho à boca, viu uma espada dependurada em cima da sua cabeça.Perdeu o apetite. Queria sair. Dionísio perguntou assustado:- O que foi? O jantar nem começou e já perdeu o apetite?- Aquela espada lá em cima. Não está vendo?- Sim! Eu a vejo todos os dias. Está sempre em cima da minha cabeça. São as inúmeras preocupações e suspeitas, os ciúmes e atentados que pesam sobre mim como uma espada ameaçadora.Dâmocles achou melhor voltar para sua choupana.

Palavra de vida: Se queres ser feliz, vai, vende tudo o que tens, dá aos pobres. (Mt 19,21)

 

Outros artigos