11 DE JULHO - O SANTO QUE MUDOU DE RUM0
Santos - O santo do dia
 
  altSão Bento de Núrcia (480-547), quando jovem, foi estudar em Roma. Vendo, porém, o relaxamento dos costumes naquela cidade, mudou de rumo: deixou o bulício da cidade e retirou-se para a solidão do Subiaco, a 50 kms. de Roma. Aí viveu três anos como eremita em completa solidão.Obrigado a presidir um grupo de monges, chegou a fundar até doze mosteiros com doze monges em cada um. Certa vez, ao querer corrigir alguns abusos na comunidade, eles reagiram tentando envenená-lo. Por isso é invocado nos perigos de animais peçonhentos, envenamentos e outros males.Depois estabeleceu-se em Monte Cassino, onde permaneceu até a sua morte. A etapa em Monte Cassino foi a mais estável e fecunda, onde fundou propriamente a ordem beneditina e redigiu sua famosa Regra que serviu de norma para muitos mosteiros. Nesse regulamento se destacam três linhas diretivas:- o valor do individuo, como pessoa;
- a dignidade do trabalho, como serviço a Deus e aos irmãos;- a necessidade da contemplação. Pode-se resumir tudo em duas palavras: Reza e trabalha. 
Os Beneditinos são famosos como missionários em terras de missão, e na área das pesquisas religiosas. A quem vive aprofundado nos estudos, costuma-se dizer: É estudioso como um beneditino. São Bento é o “pai dos monges” e o “patrono da Europa”.
 
 
 
 

Outros artigos