E O MENINO SORRIU
Ter, 21 de Agosto de 2018 19:25

 alt Certa vez Nossa Senhora tirou a tarde de sábado para visitar um mosteiro de monges aqui na terra. É claro que não veio sozinha. Trouxe o seu inseparável Jesus Menino.Ao chegar foi aquela alegria. Todos queriam prestar-lhe uma homenagem. Foi improvisada uma festinha. Cada monge apresentou o que sabia de melhor. Um declamou bela poesia. Outro exibiu os quadros de pintura que tinha feito. Outro ainda cantou o “Magnificat”. Maria escutava com atenção. Seu Menino queria acompanhar também, mas acabava cochilando.Estavam terminando a programação artística, quando um Irmão Leigo pediu para apresentar o que sabia. Embaraço geral. O que sabia aquele Irmão analfabeto? Tinha sido malabarista de circo e nada mais. Ninguém se responsabilizaria pelo fiasco.Meio acanhado, percebendo os olhares de desaprovação  dos seus confrades, começou a sua apresentação. Um dos números foi atirar laranjas para cima, equilibrando-as no ar. Pela primeira vez o Menino sorriu e bateu palminhas. Maria levantou-se da cadeira, foi até o Irmão e colocou o Menino em seus braços.

 

 

Outros artigos