O BRAÇO DESPREGADO NA CRUZ
Ter, 28 de Agosto de 2018 14:25

 Hava tempos atrás numa igreja da Espanha um grande Crucificado com o braço esquerdo pregado e o direito caído para o chão. Um visitante perguntou certa vez: Por que um braço está pregado e o outro fica solto? Certa vez, um padre colocou sua cadeira debaixo desse Crucificado a fim de atender confissões. Um dos penitentes ajoelhou-se ee confessou pecados horríveis. O confessor disse que, infelizmente não podia perdoar tantos e tão graves pecados. Nesse momento o braço direito do Cristo desprendeu-se da cruz, pousou sobre o ombro do penitente e uma voz se fez ouvir: Caro padre, se você não pode perdoar, eu posso. Você não passou três horas pregado na cruz, não derramou todo o seu sangue e nem morreu por ele. Mas eu fiz tudo isso. Perdoa-lhe, assim como eu perdôo.Amem

Oração: Ajuda-me, Senhor, a ter um coração sensível diante dos que sofrem./ Um coração humilde que reconhece suas limitações./ Um coração manso que difunde suavidade e paz.

 

 

Outros artigos