303 – FOI ASSIM QUE A VIÚVA POBRE AJUDOU
Qua, 12 de Setembro de 2018 10:28

 altAconteceu há muitos séculos, no país da Normandia. Governava na época um rei poderoso e rico. Além de tudo, muito presunçoso. Certa vez anunciaou que ia construir uma igreja digna de um rei, sem o auxílio de ninguémn nem com um centavo. Em pouco tempo a igreja ficou pronta. Majestosa e imponente, deveria desafiar os séculos, como as pirâmides do Egito. Seria o orgulho do rei e a glória do país. No frontispício foi gravada esta inscrição: "O rei (o nome do rei) a construiu sozinho".Mas aconteceu algo misterioso. Durante a noite, alguém apagou o nome do rei e escreveu o nome de uma mulher, conhecida na cidade como viúva pobre. O rei orgulhoso sentiu-se humilhado. Mandou cancelar aquele nome e recolocar o seu. Pela segunda e terceira vez repetiu-se o fenômeno. Cada vez que o rei mandava regravar seu nome, no dia seguinte aparecia o nome da viúva.

Os detetives do rei procuraram descobrir o autor dessa brincadeira, mas a pesquisa foi inútil.Então o rei mandou chamar a viúva, que compareceu tremendo de medo na sua presença. Não dominando seu nervosismo, perguntou:Conte-me toda a verdade. Não lhe será feito mal algum. Contrariando minhas ordens, a senhora teria dado algum auxílio à minha igreja?- Sou uma pobre viúva. Ganho meu pão, fiando e tecendo. Um dia sobrou algum dinheiro e pensei em aplicá-lo em nossa igreja...- Na minha igreja, corrigiu o rei.- Sim, na Sua igreja. Desculpe-me! Mas temia o seu castigo. Por isso ajuntei um feixe de feno e joguei-o na frente dos bois famintos que puxavam as pedras para a construção. Assim fazendo pensei que não estaria transgredindo a Sua ordem. O rei ficou pensativo. Que contraste: De um lado, o orgulho desmedido; e do outro, a humildade profunda.

> Para refletir:- A inscrição misteriosa no frontispício era uma lição: Deus estava mais satisfeito com a oferta da pobrezinha, do que com toda a riqueza do rei orgulhoso.

 

Outros artigos