13 DE ABRIL – UMA SANTA E DOIS FILHOS SANTOS
Santos - O santo do dia

 altSanta Ida (1046-1113) ficou famosa, não somente pela sua santidade, como também pelos filhos Godofredo de Bulhões e Balduino I. Ambos participaram da primeira Cruzada. Esses deram-lhe alegria, mas o genro, Henrique IV, só deu desgosto. Como imperador da Alemanha, criou problemas com o Papa Gregório VII. Excomungado porque queria mandar na Igreja, mas arrependido, foi pedir o perdão ao papa que se encontrava na cidade  italiana de Canossa. Foi até lá e esperou três dias exposto ao frio e com roupas de penitência, esperando ser recebido e perdoado. O Papa recebeu-o e retirou a excomunhão sob de certas condições. Mais tarde, reabriu as hostilidades, invadiu Roma e mandou o Papa embora. Gregório VII morreu no exílio, exclamando: “Amei a justiça e odiei a iniqüidade. Por isso morro no exílio”. Dona Ida, sofreu muito com isso. Depois de enviuvar, dedicou todo o seu tempo ao cuidado dos pobres, à restauração de igrejas, mosteiros e ao cuidado dos indigentes, estrangeiros e necessitados em geral. -

São Martinho I (+656), ao ser eleito Papa, não esperou o consentimento do imperador para tomar posse. Esse gesto inadvertido irritou o orgulhoso imperador Constante. Por isso foi perseguido até a morte. O imperador arrependeu-se. Mais tarde voltou à carga, mandando prender Martinho e levá-lo para Constantinopla. A viagem foi penosa. Durou quinze meses. Nas muitas escalas do navio, os fiéis não puderam sequer aproximar-se do seu Pastor. Não lhe davam nem água para se lavar. Chegando a Constaninópola foi exposto na rua aos insultos do povo, antes de ser recolhido na prisão. Depois começou o processo extenuante. Foram tais os maus tratos recebidos, que ele murmurava: “Qualquer tipo de morte será um benefício para mim”. Degradado publicamente, desnudado e exposto aos rigores do frio, todo acorrentado, foi trancado na cela reservada aos condenados à morte. A pena foi comutada pelo exílio. Passou fome e sede, definhando durante quatro meses no abandono mais absoluto. É tido como mártir 

 

Outros artigos

Animação

http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/233996o_sorriso.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/950871smpre_no_cora____o.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/382426pelagio.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/343594test1.png http://boletimpadrepelagio.org/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/384004test.png